True Love Waits

Chego na Chácara do Jockey umas 17h, hora da abertura dos portões. Lugar bacana, todo mundo sentado na grama esperando o show começar. Gente de todas as idades, até coroa acompanhando a filhinha. Acabou que o Los Hermanos entrou no palco quase 20h com Todo Carnaval Tem Seu Fim com chuva de confete pra galere.”Vocês são muito lindos, brigadão”, foi o que o Camelo disse pra galera emocionada berrando a letra de O Vencedor. O Amarante sorria, todo leso, impressionado com a quantidade de gente. Eles pareciam tranquilos, fazendo dancinhas toscas, às vezes até erravam. Quando o show terminou eu já tava rouca. Começou a chover fininho e o vento frio bate, como se isso fosse tirar o meu ânimo.
Os vovôs da música eletrônica entram e todo mundo começa a dançar. Kraftwerk é louco demais, pirei muito. Os homens-máquina com seus casacos pretos com listras brilhantes glam e seus notebooks, bem robotizados, com vídeos bizarros e efeitos fodas passando atrás, além de cores! Muitas cores. Musique Non Stop!
Finalmente, o show principal da noite começa e a multidão não para de gritar, eu prestes a cair em prantos. 15 Steps começa e doses cavalares de endorfina são liberadas no meu organismo. Quando There There começa, não tem jeito, eu começo a chorar feito uma bobona transbordando felicidade. E não era só eu. Eu olhava pro lado e os outros pareciam estar bem mais emocionados que eu. All I Need, Jigsaw Falling Into Place, Reckoner, Lucky, Fake Plastic Trees, Pyramid Song, Exit Music.
Experiência extra corpórea quando terminou Paranoid Android e todos continuaram “Rain Down, Rain Down” e o Thom continuou acompanhando no violão “That’s it Sir,You’re Leaving…” com o Jonny ficou pulando e agitando os braços de uma maneira mágica. Alcancei o nirvana fácil, ali. A gargalhada engraçada do Thom fez todo mundo cair na risada. E depois do povo implorar tanto, eles finalizam com ela, Creep. Caral%#, eu jurava que o meu coração ía sair pela boca. Eu estava em transe, hipnotizada, impressionada com a energia e a emoção dos caras no palco. Fora os efeitos dos vídeos se fundindo com a música e todas aquelas cores.
Quatro horas orgásmicas. Meus pés gritavam por descanso, mas eu não conseguia ficar quieta, era tudo tão lindo *-*
Just a Fest comandou.

3 Comentários

Arquivado em radiohead

3 Respostas para “True Love Waits

  1. Mariana

    Los Hermanos foi tão sem sal..

  2. Gabriel Romitelli

    Lari, gostei da resenha. E que festival ein??

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s