E ninguém fez um post sobre…

Led Zeppelin. A possivelmente maior banda de todos os tempos não tem um post exclusivo aqui? Pois bem, antes tarde do que nunca. O genial quarteto formado por Robert Plant(vocais), Jimmy Page(guitarra), John Paul Jones(baixo) e John “Bonzo” Bonham(baterista, Deus o tenha) transformou o rock and roll em muito do que conhecemos hoje pelas boas bandas que nos circundam.
Esse disco tem uma peculiaridade muito interessante: a faixa-título não está incluída no mesmo. Exatamente, dentro das histórias contadas, a mais cabível foi a de que o grupo estava tão fumado na hora de criar a tracklist que somente após terem decidido e enviado a ordem completa do álbum Houses of the Holy é que não incluíram a mesma na listagem, ficando para o próximo disco, Physical Grafitti. Ligeiramente experimental para os padrões da Banda(note o maiúsculo), o disco de 1973 é o de maior personalidade entre todos, e o preferido de quem aqui vos escreve, caríssimo leitores. É um álbum de um Robert Plant provavelmente apaixonado, não só pela maneira como canta e letras com certa entonação romântica, mas percebe-se também pela capa, com desenhos de seus filhos nus andando entre pedras, em tom etéreo, talvez remetendo aos sonhos.
Voltando ao foco: Houses of the Holy é um disco com músicas bem diferenciadas, como The Rain Song, D’yer Mak’er e No Quarter, que fogem um pouco do som da banda, mas ainda se percebe o inconfundível peso de cada instrumentista. Nesse disco o grupo continua renovando em músicas com um maior funk, em compassos compostos, como em The Crunge e a clássica The Ocean, começando com uns versinhos citados por Bonzo Himself, em um possível “piti” ritmado com a banda, pois já haviam sido gravados 4 takes e, em toda sua musicalidade, reclama no tempo da música(compassos alternados em 7/8 e 4/4):
“We’ve done four already but now we’re steady and then they went: One, two, three, four”

Só para terminar, um disco de tantas e excelentes peculiaridades merece um lugar na prateleira ou playlist de qualquer pessoa que tenha alguma idéia do que seria Led Zeppelin ou sequer música. Sem mais.
“Many is the word that only leaves us guessing
Many times I wonder how much there is to know”

Led Zeppelin – Houses of The Holy (1973)
Rating: É Led Zeppelin, po**a

(clique na capa do disco para seu respectivo download)

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

4 Respostas para “E ninguém fez um post sobre…

  1. Carina

    possivelmente não, é a maior banda de todos os tempos.

  2. Risas Rodriguez

    Ooo nêgos,

    tudo bem? descobri meio a toa o blog e achei maravilhoso.
    há um tempo eu não sentava pra pesquisar coisas na net e esse encontro foi muito positivo.
    bem, só uma msg pra mandar um salve mesmo. Eu tentei fazer parte desse universo, mas sou desorganizado o suficiente para não postar diariamente. Aliás, nem mensalmente… hahha

    beijos, abraços, muito amor

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s